As Metrópoles Brasileiras no Milênio

As Metrópoles Brasileiras no Milênio

As Metrópoles Brasileiras no Milênio 

O INCT Observatório das Metrópoles coloca à disposição da comunidade a publicação “As Metrópoles Brasileiras do Milênio” resultado do programa de pesquisa em rede “Território, Coesão Social e Governança Democrática”, que contou com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/Instituto do Milênio. Este programa, coordenado pelo professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, reuniu pesquisadores de instituições do campo universitário, governamental e entidades não-governamentais, organizados como núcleos em 15 das principais metrópoles brasileiras. O principal objetivo do projeto foi identificar as principais tendências de transformações econômicas, sociais, institucionais e territoriais destas metrópoles nos últimos 20 anos.

O projeto foi desenvolvido entre 2005 e 2009, e representa um dos principais resultados do Observatório das Metrópoles neste período. Além disso, o instituto buscou manter sua intenção de aliar suas atividades de pesquisa e ensino com a realização de atividades que auxiliem os atores governamentais e da sociedade civil no campo da governança democrática das metrópoles brasileiras.

Em resumo, o instituto forma hoje uma Rede sobre o tema das metrópoles brasileiras e os desafios do desenvolvimento. A produção de resultados comparáveis tem permitido a identificação de tendências convergentes e divergentes entre as metrópoles, geradas pelos efeitos das transformações econômicas, sociais, institucionais e tecnológicas por que passa a sociedade brasileira nos últimos 20 anos. Acredita-se que o conhecimento gerado, embora se refira especificamente às 15 regiões metropolitanas mencionadas, assegura uma compreensão mais ampla a respeito dos impactos das transformações sobre as grandes cidades brasileiras, permitindo confrontar os resultados alcançados com as tendências apontadas pelas pesquisas internacionais.

As atividades do programa foram realizadas através das seguintes linhas de pesquisa:

Linha I Metropolização, dinâmicas intrametropolitanas e o território nacional.

Esta linha volta-se a compreender as dinâmicas de constituição dos espaços metropolitanos, seu poder de articulação e polarização do território nacional, e os novos arranjos espaciais e suas conexões com as transformações de suas bases produtivas.

Linha II Dimensão sócio-espacial da Exclusão/Integração nas metrópoles: estudos comparativos.

A hipótese inicial desta linha é que os processos socioespaciais em curso nas metrópoles brasileiras têm enorme importância na compreensão dos mecanismos societários de exclusão e integração, através de seus efeitos sobre a estruturação social, os mecanismos de produção/reprodução de desigualdades e as relações de interação e sociabilidade entre os grupos e classes sociais. Tais processos sócio-espaciais são conceituados nesta linha como diferenciação, segmentação e segregação.

Linha III Governança urbana, cidadania e gestão das metrópoles.

Esta linha está dedicada ao estudo das condições que constrangem a construção de um sistema de governança dos aglomerados urbanos metropolitanos que atenda aos requerimentos da eficiência e eficácia na gestão dos problemas comuns e das políticas públicas.

Linha IV Monitoramento da realidade metropolitana e desenvolvimento institucional.

Considerando que persistem diversos bloqueios e dificuldades para a consolidação da política nacional de desenvolvimento urbano e para o efetivo funcionamento de um sistema nacional de participação fundado nos conselhos das cidades e nos conselhos gestores, esta linha busca contribuir para o enfrentamento desses bloqueios.

Vale ressaltar que cada uma dessas linhas se desdobra em vários projetos, cujos produtos têm sido amplamente divulgados na forma de livros, artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, relatórios, bancos de dados, etc. No livro “As Metrópoles Brasileiras do Milênio”, o Observatório apresenta apenas os principais resultados de cada projeto.

Por último, é importante lembrar que toda a produção do Observatório das Metrópoles está disponível no site: www.observatoriodasmetropoles.net

Acesse aqui o livro “As Metrópoles Brasileiras do Milênio”

 

Tags: ,