Natal

O Núcleo Natal teve origem no Núcleo Avançado de Políticas Públicas (NAPP) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e desde o início dos anos 2000 se vincula à rede Observatório das Metrópoles.  Hoje sediado no Departamento de Políticas Públicas (DPP), é constituído por pesquisadores atrelados à UFRN, à Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e à Prefeitura de Natal. Trata-se de um grupo interdisciplinar de pesquisa que reúne majoritariamente pesquisadores de vários programas de pós-graduação (Estudos Urbanos e Regionais, Demografia, Arquitetura e Urbanismo) da UFRN e Geografia e Recursos Naturais da UERN. Sua excelência e experiência de realização da pesquisa em rede sobre a temática urbana e metropolitana vem se consolidando ao longo de várias décadas.

A temática urbana e metropolitana começou, de fato, a agrupar alguns  pesquisadores do  atual Núcleo Natal, ainda, em 1986, a partir de um projeto de pesquisa sobre “Estado e Movimentos Sociais Urbanos no Nordeste” financiado pela antiga Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e depois pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), por um período de três anos. Tratava-se de um estudo comparativo envolvendo o Centro de Estudos e Pesquisas Josué de Castro e cinco universidades do Nordeste, entre as quais encontravam-se pesquisadores de Salvador e de Recife que atualmente reencontramos no Observatório das Metrópoles. Em 1996 foi reconstituída a rede regional de pesquisa iniciada 10 anos antes, com o projeto “Modelo de Gestão Democrática: o poder municipal”, financiado pela SUDENE e  desta feita nucleada no mesmo Centro com participação de quatro universidades do Nordeste, entre as quais a UFBA e pesquisadores do atual Núcleo Salvador. A aproximação com a temática metropolitana se deu pela participação  no projeto “Caracterização  e tendências da rede urbana brasileira”, importante estudo sobre a rede urbana realizado pelo IPEA no início dos anos noventa e pelo continuo diálogo com o GT Estudos Urbanos da ANPOCS. 

A inserção formal do Núcleo Natal à rede se concretizou por convênio em 2003 , entre o Núcleo Avançado de Políticas Públicas da UFRN e o IPPUR/UFRJ, ainda em vigência. O projeto “O Mapa Social da Região Metropolitana de Natal financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Rio Grande do Norte (FAPERN) através do PRONEX/CNPQ em 2004, estruturou  o Núcleo Natal, e consolidou sua inserção na Rede Observatório das Metrópoles. 

No momento seguinte, foram estabelecidas parcerias acadêmicas fundamentais para solidificar, ainda mais, o núcleo local, especialmente com a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), com a Secretaria de Planejamento do Estado e com o Instituto Nacional  de Pesquisas Espaciais (INPE). A primeira adesão foi através de parceria para o segundo financiamento PRONEX/CNPq/FAPERN – Projeto Mapa Social II: território e desigualdade que possibilitou criar o Núcleo de Estudos Socioambientais e Territoriais (NESAT) na UERN em 2008.  Posteriormente, o Núcleo Natal  firmou parceria com  a SEPLAN/RN e o INPE , tendo por objeto a realização dos estudos básicos para a construção do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Metropolitana de Natal, em 2006. Dois projetos possibilitaram a criação  da  infraestrutura  física de funcionamento e instalação do Núcleo Natal: em 2003 a constituição do NAPP  e em 2006 a constituição do Laboratório de Planejamento Urbano e Regional ( LABPLAN) , ambos financiados pelo CT_INFRA/FINEP/UFRN.

Ainda em 2005, a equipe de Natal ingressou no projeto Observatório das Metrópoles: Território, coesão social e governança democrática: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Natal, Goiânia e Maringá (Programa Institutos do Milênio – CNPq). Na sequência participou ativamente em todas as agendas nacionais de pesquisa da Rede Observatório das Metrópoles, particularmente  do Projeto “Observatório das Metrópoles: território, coesão social e governança democrática: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Natal, Goiânia e Maringá: 2009-2013” financiado, mais uma vez,  pelo INCT/CNPq.

Atualmente, além de projetos  de iniciativa própria e de seus pesquisadores, participa do programa de pesquisa da Rede Observatório das Metrópoles para o período 2017-2012 “As metrópoles e o direito à cidade: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano“.

INSTITUIÇÕES:

  • Programa de Pós-Graduação em Estudos Urbanos e Regionais / UFRN
  • Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo / UFRN
  • Programa de Pós-Graduação em Demografia / UFRN
  • Programa de Pós-Graduação em Geografia / UERN
  • Prefeitura Municipal de Natal

PUBLICAÇÃO

Natal: transformações na ordem urbana

 

COORDENADORA:

Maria do Livramento Miranda Clementino
Departamento de Políticas Públicas da UFRN
E-mailCNPQ

Pesquisadores principais

Alexsandro Ferreira Cardoso da Silva

Ângela Lúcia de Araújo Ferreira

Flávio Henrique Miranda de Araújo Freire

Glenda Dantas Ferreira

Lindijane de Souza Bento Almeida

Maria Dulce Picanço Bentes Sobrinha

Marise Costa de Souza Duarte

Moisés Alberto Calle Aguirre

Rita de Cássia da Conceição Gomes

Ruth Maria da Costa Ataide

Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros

Terezinha Cabral de Albuquerque Neta

Zoraide Souza Pessoa

Pesquisadores Associados

  • Alfredo Marcelo Grigio
  • Larissa da Silva Ferreira  Alves–UERN
  • Rodolfo Finatti (Bolsista PNPD/CAPES)
  • Rosana Silva de  França  – UFRN-CERES