Revista DESidades

Revista DESidades

Já está disponível a 12ª edição da Revista eletrônica DESidades, voltada para a divulgação científica da infância e juventude. A publicação conta com um leque variado de discussões que destacam as múltiplas inserções das crianças e jovens latino-americanos na dinâmica social. Os textos desta edição apontam, sobretudo, a relevância de se considerar a dinâmica inter-geracional entre crianças, jovens e adultos como um aspecto analítico fundamental na compreensão das demandas e ações das novas gerações.

Destaque da DESidades nº 12

A criança tem aparecido como temática do cinema brasileiro. Ela aparece como figura inspiradora, não somente da sua maneira particular de olhar e descobrir o mundo, mas do que ela evoca e provoca nos adultos pela vida afora deslocando-os de sua adultidade. A pesquisadora Conceição Seixas Silva entrevista a cineasta Sandra Kogut, diretora dos filmes “Mutum” e “Campo Grande”, ambos versando sobre as crianças e suas relações com os adultos. Na seção Temas em Destaque, a função de ser mãe, quando se o escolhe ser como profissão, é discutida pelas pesquisadoras Anna Uziel e Daniela Ramos de Oliveira que problematizam esta investidura de maternidade a serviço tanto dos proclamados direitos da criança, como do poder estatal enquanto regulador das relações inter-geracionais.

Conflitos e estranhamentos entre as gerações são discutidos por Yoana Batista Jiménez, pesquisadora cubana do Centro de Investigações Psicológicas e Sociológicas de Havana.  A pesquisadora localiza a dinâmica conflitiva no âmbito de uma organização onde a geração mais velha não somente ocupa os cargos de maior poder, como também é portadora daqueles ideais revolucionários, hoje mais distantes da experiência geracional dos mais jovens. Outra visada geracional é abordada pela pesquisadora colombiana Liliana Galindo Ramírez que analisa os dispositivos tecnológicos como catalisadores de transformações nas práticas políticas juvenis no contemporâneo. Significa que os elementos técnicos e materiais ancoram outras dimensões valorativas da ação e do pertencimento ao mundo, que interrogam as práticas de fazer a política das gerações mais velhas.

No âmbito da seção Levantamento Bibliográfico, é apresentado o levantamento de 34 publicações latino-americanas sobre infância e juventude nas áreas das ciências humanas e sociais lançadas no último trimestre. Ainda, três resenhas sobre obras lançadas recentemente completam esta edição. Simone Luci Pereira e Maria Fernanda Silva apresentam a publicação ‘Cena Cosplay: comunicação, consumo, memória nas culturas juvenis’ de Monica Nunes; Margareth Diniz apresenta a obra de Lucia Garay, ‘Asi quien quiere estar integrado? La cuestión de la inclusión en la escuela argentina’; e Sandra Arito apresenta a obra ‘Con voces propias: miradas juveniles contemporáneas en San Luis’, de Graciela Castro. Estas três resenhas abordam o universo multifacetado das juventudes latino-americanas: o consumo, as expressões estéticas, a escola e a participação social e política.

Acesse a edição nº 12 da Revista DESidades.

 

Tags: ,