Estrutura Social das Metrópoles Brasileiras (Texto para Discussão)

O projeto Estrutura Social das Metrópoles Brasileiras, atualmente em desenvolvimento no Observatório das Metrópoles, publica os primeiros resultados vinculados ao objetivo de aprofundar a análise das categorias sócio-ocupacionais nas metrópoles brasileiras. Nesta primeira etapa, o Observatório das Metrópoles inaugura o uso da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua 2012-2017 com o objetivo de analisar a estrutura de classe na atual década das metrópoles do país, tendo em vista o processo de inflexão ultraliberal colocado em curso no país a partir de 2015, em especial.

Com a organização do prof. Marcelo Ribeiro, da pós-doutoranda Thêmis Aragão e dos pesquisadores Felipe Raitano e Diogo Matos, os núcleos de Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo produziram relatórios descritivos sobre suas metrópoles a partir dos dados da PNAD Contínua, analisando o perfil e o comportamento dos grupos sócio-ocupacionais no período, segundo características demográficas, socioeconômicas e de relações de trabalho.

Esta etapa serve de subsídio para a próxima etapa, de cunho mais analítico, sobre o comportamento de médio/longo prazo de grupos ocupacionais e para as análises espaciais que se produzirão a partir do Censo de 2020.

A seguir, confira os relatórios produzidos para cada uma das seis Regiões Metropolitanas analisadas:

 

Tags: , , , , , ,