Revista Observando divulga dados de violência contra mulher

O Observatório da cidade de Porto Alegre, ObservaPOA, disponibiliza aos moradores da capital gaúcha uma base de informações georreferenciadas sobre o município. E desde 2009, o ObservaPOA publica a Revista Observando, com temas diferenciados divulgando dados da cidade e dos bairros do orçamento participativo.

Em duas de suas edições, 2012 e 2013, o assunto abordado na revista foi as condições socioeconômicas da mulher em Porto Alegre. Em ambas as edições, as páginas trazem informações sobre a mulher na cidade(cor/raça, salário, taxa de analfabetismo, desemprego, violência e outros). Na revista de 2013, na cidade de Porto Alegre, 755.564 mil pessoas (2010) eram mulheres, sendo 80,24% eram brancas (2010), 9,85% eram negras (2010) e 9,28% eram pardas (2010). Deste total 788 mulheres foram vítimas de algum tipo de violência (física, psicológica e sexual) em Porto Alegre, no ano de 2011. Dos registros, em 2011, 69,21% das ocorrências de violência contra a mulher foram em suas residências e 16,84% em via pública.

No município de Porto Alegre, segundo informações do “Mapa da Violência”, no ano de 2013 foram 32 homicídios femininos. E no Estado, também apresentado pelo estudo, 3,8% dos homicídios são de mulheres (2013). Esta mesma pesquisa, divulgada no dia 09 de outubro, mostra que 50,3% das mortes de mulheres no país são cometidas por familiares, e 33,2% por parceiros ou ex-parceiros.

Para mais informações acesse o site ObservaPoA.

Última modificação em 23-11-2015 15:48:05

 

Tags: , , , ,