O Dicionário de Favelas Marielle Franco, plataforma virtual que funciona de forma colaborativa reunindo conhecimento sobre as favelas em formato de verbetes, está construindo uma lista para as redes com a intenção de divulgar e apoiar iniciativas comunitárias durante a pandemia e no combate ao coronavírus.

Coletivos/grupos de favelas estão organizando ações e vaquinhas online para conseguir doações para os moradores de áreas mais precárias de diversas cidades. Nestes casos, onde o poder público não chega, tem sido responsabilidade dos próprios moradores tentar minimizar o impacto do vírus. Contribua!

  1. Apoie as favelas na luta contra o coronavírus, saiba como ajudar clique aqui;
  2. Veja aqui, notícias para acompanharmos e debatermos cotidianamente;
  3. Quer saber o que os moradores e coletivos locais estão pensando sobre a situação? Pega a visão deles aqui na Wiki;
  4. Confira aqui o material sobre coronavírus produzido pela e para favelas;
  5. Saiba mais sobre as pesquisas sobre Coronavírus nas favelas.

Sobre o Dicionário de Favelas Marielle Franco

Em 2018, o GT Habitação e Cidade do Observatório das Metrópoles teve a chance de colaborar com o Dicionário de Favelas Marielle Franco. A iniciativa reuniu uma rede de parceiros que já se dedica ao tema em universidades e instituições e que atuam dentro das favelas que, com apoio Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), puderam montar a plataforma, também chamada de WikiFavelas.

Os objetivos da iniciativa são:

  • Servir como facilitador para o resgate da memória e identidades coletivas dos moradores das favelas, como parte do compromisso com a expansão da cidadania e do direito à cidade;
  • Criar um espaço virtual que congregue o conhecimento sobre as favelas de forma interdisciplinar e interinstitucional;
  • Mobilizar atores com diferentes inserções sociais em uma rede que busque a produção coletiva de conhecimentos neste campo, sejam eles produtos acadêmicos como teses e artigos, ou documentais e imagéticos.

O nome do dicionário foi uma forma de homenagear a vereadora carioca Marielle Franco, assassinada em 14 de Março de 2018. Nascida na favela da Maré e aluna da primeira turma do pré-vestibular comunitário no Centro de Ações Solidárias da Maré (CEASM), Marielle se formou em Ciências Sociais e fez mestrado em Administração Pública, iniciando em seguida uma carreira como assessora parlamentar, tendo sido eleita em 2016 como vereadora da cidade do Rio de Janeiro, sendo a quinta candidata mais votada no município.

Até agora nosso grupo teve a oportunidade de contribuir com verbetes sobre aluguel social, regularização urbanística e fundiária e áreas especiais de interesse social, produzidos por Luciana Alencar Ximenes, Rosângela Luft e Adauto Lucio Cardoso. Outros pesquisadores do Observatório das Metrópoles também contribuíram com o desenvolvimento dessa iniciativa, destacando a presença de Patrícia Ramos Novais e Orlando Junior no conselho editorial da plataforma.

Você pode acessar a página da plataforma clicando aqui.