Baía de Sepetiba e Santa Cruz: em busca de um futuro legal

 

Baía de Sepetiba e Santa CruzBaía de Sepetiba e Santa Cruz                                   Crédito: André Mantelli/Divulgação

O Instituto de Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS) apresenta o ensaio “Baía de Sepetiba e Santa Cruz: em busca de um futuro legal”, do fotógrafo André Mantelli, que mostra o longo processo de resistências populares às violações de direitos humanos cometidos pela TKCSA nas imediações da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

A exposição “Baía de Sepetiba e Santa Cruz: em busca de um futuro legal” é fruto de um longo processo de resistências populares aos desmandos e violações de direitos humanos cometidos pela Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA) nas imediações da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Além dos moradores e pescadores diretamente atingidos, uma série de movimentos sociais, sindicatos, entidades profissionais, universidades, organizações da sociedade civil e indivíduos comprometidos já se engajaram nessa luta em diferentes momentos, cada um contribuindo da forma que foi possível dentro de sua respectiva área de atuação.

Muitos fotógrafos já foram por terra à Santa Cruz e também conheceram por mar o processo de industrialização poluidora da Baía de Sepetiba. Diversas reportagens, vídeos e artigos foram escritos sobre o caso, no Brasil e no exterior. Intercâmbios com outras comunidades impactadas por Mega-Projetos foram realizados e suas experiências de resistência foram compartilhadas. Promotores, defensores, parlamentares e secretários de Estado já tomaram conhecimento do caso, alguns fizeram promessas, outros impetraram ações. Do Fórum de Justiça do bairro, passando pelo Parlamento Europeu e chegando até mesmo à Assembleia de Sócios da empresa na Alemanha, muitas autoridades tiveram a chance de se posicionar. Os que poderiam mais facilmente dar um jeito na situação, no entanto, seguiram se esquivando de suas responsabilidades.

Agora, neste ano em que a cidade recebe a Copa do Mundo e se prepara para as Olimpíadas, apresentamos um outro olhar sobre o já conhecido “caso TKCSA”: em vez de seguir focando nas denúncias, desta vez optamos por priorizar a beleza e a riqueza daquela gente que continua batalhadora, mesmo que em meio à tantas dificuldades.

Coube ao fotógrafo, publicitário e ativista político André Mantelli a tarefa de captar esses traços contraditórios de vida, esperança e sofrimento daquela região. Seu olhar preciso e suas lentes sensíveis trouxeram à tona uma realidade difícil de expressar em palavras, mas que nessas imagens fotográficas tornam-se magicamente compreensíveis.

 

Desenvolvimento para quem?

Com esta pergunta mantivemos o apoio às comunidades impactadas pela TKCSA, em particular, e por este modelo de desenvolvimento, em geral. Guiados por esta indagação, doamos esforços para o Comitê Baía de Sepetiba Pede Socorro, para a criação e Articulação das Populações Atingidas pela TKCSA, para a Campanha PARE TKCSA, dentre outras iniciativas Hoje, nosso lema é voltado para a denúncia da falta de licenças por parte da empresa, daí repetirmos sem cansar: a TKCSA não é legal.

Não é mesmo, quem vive em seu entorno sabe bem o porquê. Mas a realidade não precisa ser assim para sempre. Nunca houve na história uma “vocação” imposta pelos poderosos que resistisse à luta dos povos, à teimosa dignidade dos que vêm de baixo.

Por isso acreditamos não apenas no direito, mas na real possibilidade de que a Baía de Sepetiba e que Santa Cruz tenham um futuro legal. Estamos em busca dele – e não vamos parar.

 

PACS

André Manteli

Justiça Global

www.paretkcsa.blogspot.com.br

 

Publicado em Notícias |Última modificação em 30-09-2014 18:32:38

 

Tags: , , ,