A Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista (ANAP) e o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana (PPGEU/UFSCar) convidam estudantes, pesquisadores, professores, profissionais, dentre outros, a participarem e contribuírem com trabalhos no 1º Simpósio Brasileiro Cidades + Resilientes, que tem por objetivo a discussão teórica e prática sobre a cidade contemporânea.

A chamada de trabalhos (resumo expandido e artigo completo) está aberta até o dia 10 de setembro de 2020. Os eixos temáticos do evento são:

  • Tópico Especial: A Cidade e o Isolamento Social
    • O novo coronavírus trouxe a implantação de medidas de controle à saúde e ao monitoramento da Covid-19, especialmente nas cidades. Durante a quarentena, as cidades sofreram impactos de ordem econômica, social, ambiental e de saúde pública. Por conta disso, pesquisas relacionadas à cidade e o isolamento social, pandemia e quarentena podem ser apresentadas neste tema para apreciação. Exemplos de tópicos que podem subsidiar este eixo: organização das cidades na pandemia, alteração do padrão de consumo, modificação da paisagem urbana, impactos da Covid-19 nas cidades, contexto urbano durante o isolamento social, o planejamento das cidades e o controle da Covid-19, infraestrutura urbana e a mitigação do novo coronavírus, entre outros.
  • Cidades Inovadoras
    • Desejamos discutir temas como: O que inovar no espaço urbano? e Quais ferramentas existem para tornar uma cidade inovadora e resiliente? Também esperamos conhecer experiências de gestão e projetos aplicados às cidades que buscam por meio de inovação tecnológica aprimorar a gestão urbana. A cidade resiliente busca aprimorar sua capacidade de resistir, absorver ou se recuperar de forma eficiente dos efeitos dos impactos da própria urbanização. Para isso, muitas cidades estão buscando inovações que garantam, de maneira organizada, vencer esses desafios. Aguardamos artigos que colaborem com estudos para a minimização dos impactos seja do ponto de vista social, econômico e principalmente ambiental.
  • Mobilidade Urbana Sustentável
    • Como promover a mobilidade urbana sustentável para a promoção de cidades mais resilientes? Quais as técnicas que podem ser empregadas e como elas podem contribuir para uma cidade que consiga se reinventar do ponto de vista dos deslocamentos e que também promovam um aumento da segurança viária? Através da promulgação da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU), instituída pela Lei n. 12.587/2012 (conhecida como Lei da Mobilidade Urbana) os modos não-motorizados e público coletivo passaram a ser o foco dos investimentos no setor de transportes das cidades, evidenciando cada vez mais a necessidade de estudos sobre este tema. Sendo assim, aguardamos artigos que contemplem estes modos e que apresentem como a mobilidade urbana sustentável pode contribuir para uma cidade não só mais resiliente, mas que também apresente elevada segurança viária para os deslocamentos de todos os seus atores, promovendo assim maior qualidade de vida para todos.
  • Geotecnologias e Investigação Geotécnica das Cidades
    • Estudos e investigações geológico-geotécnicas são a base para planejamento e implantações de estruturas em cidades, que considerem o ambiente onde estão, quer nas áreas urbanas ou fora delas. As geotecnologias e novas técnicas de investigação visam trazer agilidade, praticidade de facilidade a estes estudos. São tópicos relativos a este tema: cartografia geotécnica e geoambiental para planejamento ou riscos; utilização de SIGs em geotecnia; estudos de áreas contaminadas e degradadas; investigação de áreas antropizadas; mapeamentos participativos; utilização de geotecnologias para planejamento ambiental; mapeamento auxiliado por aeronaves remotamente pilotadas; estudos geotécnicos para avaliação de impacto ambiental; águas subterrâneas; geoprocessamento aplicado à engenharia urbana; obras geotécnicas; riscos geológicos; investigações para obras geotécnicas; geotecnia e geotecnologias no planejamento ambiental e geoconservação.
  • Gestão e Tecnologias Aplicadas aos Sistemas de Saneamento
    • Os serviços de saneamento básico constituem obras, infraestrutura e dispositivos para o abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, manejo de águas pluviais e drenagem urbana. Como o saneamento básico pode tornar as cidades mais resilientes? O que precisa ser incentivado / realizado nas cidades para tornar universalização destes serviços e garantir a resiliência das cidades? Também buscamos conhecer pesquisas relacionadas à gestão e projetos aplicados à indústria 4.0 (tecnologia digital e inovação tecnológica) e saneamento básico. Aguardamos artigos que estejam relacionados ao contexto anterior e associados a estudos sobre Aplicações em sistemas de abastecimento de água; Tratamento de água e de resíduos gerados; Gestão de águas pluviais e técnicas compensatórias; Instrumentação e mecanismos de apoio à gestão do saneamento; Gestão de resíduos sólidos; Modelagem computacional de sistemas urbanos de saneamento.

O evento ocorrerá de 28 a 30 de outubro de 2020. As inscrições para a categoria “Ouvinte” são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 25 de outubro de 2020.

Para mais informações, acesse o site do evento (CLIQUE AQUI).