Organizado por Beatriz Rufino, Raphael Faustino e Cristina Wehba, o livro “Infraestrutura na reestruturação do capital e do espaço: análises em uma perspectiva crítica” (Letra Capital) propõe uma reflexão sobre a questão da financeirização das infraestruturas e de suas implicações na produção do espaço.

A obra é um desdobramento do Seminário Internacional Finanças na Produção Imobiliária e de Infraestruturas: novos processos espoliativos nas cidades latino-americanas (SEFIIAL), realizado em 2019 no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA/USP).

Com contribuições de pesquisadores(as) do Observatório das Metrópoles, o livro apresenta um conjunto de trabalhos com distintas abordagens, recortes e ênfases, que buscam avançar na compreensão das importantes transformações evidenciadas na produção e operação das infraestruturas.

Segundo Beatriz Rufino, o crescimento econômico acelerado na América Latina, durante parte do século XXI, legitimou e viabilizou uma importante agenda de investimentos em infraestrutura, implementados em grande parte dos casos por governos progressistas e em forte convergência com a agenda global de privatização.

Confira a estrutura do livro:

  • Infraestrutura em disputa: da construção crítica de um objeto de pesquisa à compreensão das transformações no contexto da financeirização (Beatriz Rufino, Raphael Faustino e Cristina Wehba)

Parte 1 – Infraestrutura como condições gerais de produção

  • Condições gerais de produção e espaço-tempo nos processos de valorização e capitalização (Sandra Lencioni)
  • Conceptualización del binomio condiciones y servicios generales de la producción (Gustavo Garza)

Parte 2 – Expansão dos investimentos e transformações na produção e financiamento: Estado e grandes empreiteiras em alinhamento

  • Formas de atuação do Estado na privatização da rede metroviária de São Paulo (Laércio Monteiro Júnior)
  • O modelo muda, os agentes seguem os mesmos? O avanço das PPPs no metrô de São Paulo e as grandes empreiteiras nacionais (Ana Lígia de C. Magalhães)
  • Financiamento indireto do BNDES para infraestrutura no território brasileiro (Fernanda Lira Goes e Rodrigo de Oliveira Vilela)

Parte 3 – Articulações entre infraestrutura e imobiliário nos processos de reestruturação metropolitana

  • Os significados da infraestrutura nos negócios imobiliário-financeiros: reflexões a partir de três empreendimentos liderados pela Odebrecht (Cristina Wehba e Beatriz Rufino)
  • O Complexo infraestrutural-imobiliário-financeiro como possibilidade de análise da urbanização financeirizada: o exemplo do Complexo Multiuso Reserva do Paiva (Alexandre Sabino do Nascimento)
  • Do ciclo das operações urbanas à generalização dos projetos de intervenção urbana na produção do espaço em São Paulo (Carolina Heldt D’Almeida)
  • Operações Urbanas como máquinas de gerar fluxos de renda (Laisa Stroher e Nilcio Regueira Dias)

Parte 4 – Crise e a radicalização do binônio privatização-financeirização

  • As empreiteiras brasileiras na transformação dos padrões de acumulação: estratégias hegemônicas e conflitos contemporâneos (Pedro Henrique Pedreira Campos)
  • A circulação da água como dinheiro: grupos econômicos e a financeirização do setor de saneamento básico no Brasil (Alexandre Yassu e Magaly Marques Pulhez)
  • Construindo regulação: incentivos ao mercado privado de infraestrutura urbana no Brasil (Raphael Brito Faustino e Luciana de Oliveira Royer

O livro está disponível em nossa Biblioteca Digital (CLIQUE AQUI).