Escrita por Suzana Pasternak, professora da FAUUSP e pesquisadora do Observatório das Metrópoles, a nota técnica “Local de residência, idade e a pandemia: resultados de 2020 para o município de São Paulo” analisa a evolução da pandemia de Covid-19 no espaço intraurbano na capital paulista, com resultados dos óbitos totais de 2020.

Favela de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo. Foto: Apu Gomes (2016)

Publicado originalmente no site do Instituto Questão de Ciência (IQC), o documento busca refletir, a partir de diversas fontes de dados e recortes temporais distintos, se os moradores da periferia pobre paulistana teriam mais chance de adoecer e morrer, configurando, assim, novos grupos prioritários a serem imunizados.

A nota técnica está estruturada em cinco partes:

  • Uma análise inicial sobre a estrutura etária do município de São Paulo;
  • O comportamento da Covid-19 nos 96 distritos municipais, agrupados em anéis, por estrutura etária;
  • Distritos onde a mortalidade total por Covid-19 foi maior e menor;
  • Diferencial da mortalidade por grupo etário nos distritos periféricos e centrais;
  • Considerações muito preliminares sobre o impacto da Covid-19 na maior cidade sul-americana.

Confira o documento completo, CLIQUE AQUI.