Natal

O Núcleo Natal teve origem no Núcleo Avançado de Políticas Públicas (NAPP) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e desde o início dos anos 2000 se vincula à rede Observatório das Metrópoles. Hoje sediado no Departamento de Políticas Públicas (DPP), é constituído por pesquisadores atrelados à UFRN, à Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e à Prefeitura de Natal. Trata-se de um grupo interdisciplinar de pesquisa que reúne majoritariamente pesquisadores de vários programas de pós-graduação (Estudos Urbanos e Regionais, Demografia, Arquitetura e Urbanismo) da UFRN e Geografia e Recursos Naturais da UERN. Sua excelência e experiência de realização da pesquisa em rede sobre a temática urbana e metropolitana vem se consolidando ao longo de várias décadas.

A temática urbana e metropolitana começou, de fato, a agrupar alguns  pesquisadores do  atual Núcleo Natal, ainda, em 1986, a partir de um projeto de pesquisa sobre “Estado e Movimentos Sociais Urbanos no Nordeste” financiado pela antiga Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e depois pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), por um período de três anos. Tratava-se de um estudo comparativo envolvendo o Centro de Estudos e Pesquisas Josué de Castro e cinco universidades do Nordeste, entre as quais encontravam-se pesquisadores de Salvador e de Recife que atualmente reencontramos no Observatório das Metrópoles. Em 1996 foi reconstituída a rede regional de pesquisa iniciada 10 anos antes, com o projeto “Modelo de Gestão Democrática: o poder municipal”, financiado pela SUDENE e  desta feita nucleada no mesmo Centro com participação de quatro universidades do Nordeste, entre as quais a UFBA e pesquisadores do atual Núcleo Salvador. A aproximação com a temática metropolitana se deu pela participação  no projeto “Caracterização  e tendências da rede urbana brasileira”, importante estudo sobre a rede urbana realizado pelo IPEA no início dos anos noventa e pelo continuo diálogo com o GT Estudos Urbanos da ANPOCS. 

A inserção formal do Núcleo Natal à rede se concretizou por convênio em 2003 , entre o Núcleo Avançado de Políticas Públicas da UFRN e o IPPUR/UFRJ, ainda em vigência. O projeto “O Mapa Social da Região Metropolitana de Natal financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Rio Grande do Norte (FAPERN) através do PRONEX/CNPQ em 2004, estruturou  o Núcleo Natal, e consolidou sua inserção na Rede Observatório das Metrópoles. 

No momento seguinte, foram estabelecidas parcerias acadêmicas fundamentais para solidificar, ainda mais, o núcleo local, especialmente com a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), com a Secretaria de Planejamento do Estado e com o Instituto Nacional  de Pesquisas Espaciais (INPE). A primeira adesão foi através de parceria para o segundo financiamento PRONEX/CNPq/FAPERN – Projeto Mapa Social II: território e desigualdade que possibilitou criar o Núcleo de Estudos Socioambientais e Territoriais (NESAT) na UERN em 2008.  Posteriormente, o Núcleo Natal  firmou parceria com  a SEPLAN/RN e o INPE , tendo por objeto a realização dos estudos básicos para a construção do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Metropolitana de Natal, em 2006. Dois projetos possibilitaram a criação  da  infraestrutura  física de funcionamento e instalação do Núcleo Natal: em 2003 a constituição do NAPP  e em 2006 a constituição do Laboratório de Planejamento Urbano e Regional ( LABPLAN) , ambos financiados pelo CT_INFRA/FINEP/UFRN.

Ainda em 2005, a equipe de Natal ingressou no projeto Observatório das Metrópoles: Território, coesão social e governança democrática: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Natal, Goiânia e Maringá (Programa Institutos do Milênio – CNPq). Na sequência participou ativamente em todas as agendas nacionais de pesquisa da Rede Observatório das Metrópoles, particularmente  do Projeto “Observatório das Metrópoles: território, coesão social e governança democrática: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Natal, Goiânia e Maringá: 2009-2013” financiado, mais uma vez,  pelo INCT/CNPq.

Atualmente, além de projetos  de iniciativa própria e de seus pesquisadores, participa do programa de pesquisa da Rede Observatório das Metrópoles para o período 2017-2012 “As metrópoles e o direito à cidade: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano“.

INSTITUIÇÕES INTEGRANTES

  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
    • Programa de Pós-Graduação em Estudos Urbanos e Regionais
    • Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
    • Programa de Pós-Graduação em Demografia
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN)
    • Programa de Pós-Graduação em Geografia
  • Prefeitura Municipal de Natal

PUBLICAÇÃO

Natal: Transformações na Ordem Urbana

COORDENAÇÃO REGIONAL

Maria do Livramento Miranda Clementino
(UFRN)
E-mailCNPQ

PESQUISADORES PRINCIPAIS

PESQUISADORES COLABORADORES