Observatório de Remoções e as lutas. As respostas à crise do coronavírus vêm do território

By 21/05/2020junho 23rd, 2020Notícias

O Observatório de Remoções, projeto do Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade) da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), publica trimestralmente um mapeamento colaborativo sobre remoções e ameaças de remoção na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

Mapa Observatório de Remoções/LabCidade.

No contexto da pandemia do coronavírus, a iniciativa tem reforçado a necessidade de uma moratória das remoções, de modo a garantir a segurança habitacional dos grupos mais vulneráveis. Em razão da pressão da sociedade civil organizada, em fevereiro e em março desse ano não fora registradas remoções.

No trimestre de janeiro a março de 2020 observamos um número pequeno de remoções, assim como a atualização anterior, divulgada em janeiro, que aponta o ano de 2019 com um número menor de remoções quando comparado com os dois últimos anos (2017 e 2018). O primeiro trimestre de 2020 contabiliza três casos de remoção, todos em janeiro.

Em post recente, o LabCidade destaca que essa aparente “trégua” nas remoções não significa o fim da insegurança habitacional, relatando que persiste, por exemplo, a ameaça de corte do Auxílio Aluguel sobre 5700 famílias que foram removidas em função das obras públicas municipais e estaduais na cidade de São Paulo. Além disso, milhares de famílias ainda correm risco de despejo por falta de pagamento de aluguel em razão da perda de renda no período da quarentena.

Confira as atualizações publicadas pelo grupo na última semana:

Periferia de São Paulo. Foto: Paloma Vasconcelos/Ponte Jornalismo

Para saber mais e acompanhar as atualizações do Observatório de Remoções, acesse o site do LabCidade.