O Núcleo Porto Alegre do Observatório das Metrópoles promove, no dia 05 de maio, o lançamento do livro “PORTO ALEGRE: transformações na ordem urbana”. Organizado por Luciano Fedozzi e Paulo Roberto Soares, a publicação analisa as principais mudanças da metrópole mais meridional do Brasil nas três últimas décadas (1980-2010).

O evento ocorrerá dia 5 de maio (terça-feira) no auditório da Fundação de Economia e Estatística (FEE) das 9:30 as 17:30 horas. Pela manhã ocorrerá a apresentação do livro e a palestra do Coordenador Nacional da rede Observatório das Metrópoles Luiz César de Queiroz Ribeiro (IPPUR/UFRJ). À tarde (14 horas) ocorrerá uma mesa redonda na qual serão apresentadas as principais conclusões do livro, além de um debate com representantes da METROPLAN e do Fórum Estadual pela Reforma Urbana (FERU/RS).

O livro “Porto Alegre: transformações na ordem urbana” integra a Coleção “Metrópoles: Território, Coesão e Governança Democrática” e representa para a Rede Nacional Observatório das Metrópoles a última etapa do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT). O objetivo do projeto é oferecer a análise mais completa sobre a evolução urbana brasileira, servindo assim de subsídio para a elaboração de políticas públicas nas grandes cidades e para o debate sobre o papel metropolitano no desenvolvimento nacional.

Segundo o coordenador nacional da Rede Observatório das Metrópoles, Profº Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, o Brasil vive um contexto no qual é fundamental o debate metropolitano, já que em janeiro de 2015 foi sancionado o Estatuto da Metrópole jogando luz para o papel dos grandes centros urbanos para o desenvolvimento nacional. “A Lei 13.089 que instituiu o Estatuto da Metrópole representa um avanço, mas precisa ser de fato implementada para contribuir de maneira efetiva para a governança das metrópoles brasileiras. Nesse sentido, a equipe do Observatório está oferecendo à sociedade um estudo valioso que analisa a evolução urbana de 14 regiões metropolitanas no país, no período de 1980 a 2010”, explica Ribeiro e completa: “O livro sobre Porto Alegre analisa a evolução da metrópole mais meridional do Brasil, sua evolução urbana, organização do território, estrutura produtiva, políticas de habitação, entre outros temas. É um estudo abrangente para pensar o futuro da região metropolitana de Porto Alegre”.

O livro retrata as mudanças e permanências de Porto Alegre e sua Região Metropolitana nos últimos 30 anos. Porto Alegre, a metrópole mais meridional do Brasil, apresenta uma região metropolitana complexa composta por centros urbanos importantes economicamente e que produzem suas próprias centralidades.

O livro, elaborado por 21 autores, pesquisadores da UFRGS, da FEE e convidados, vinculados às linhas de pesquisa do Observatório das Metrópoles, está estruturado em dez capítulos divididos em três partes: I. Dinâmica da metropolização brasileira e as transformações da RMPA; II. Mudanças na estrutura social e no território; e III. Representação eleitoral e Governança.

As três últimas décadas de reestruturação econômica e social no Brasil impactaram de diferentes formas e intensidades nos espaços da região metropolitana, a qual emerge com uma nova configuração socioterritorial ao final do período.

Leia mais: E-book Porto Alegre: transformações na ordem urbana