Revista Bahia e Análise debate Metrópoles Brasileiras

Cresce o interesse pela temática urbano-metropolitana à medida que avança o processo de urbanização no mundo. Diante desse contexto, a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) divulga a edição nº 2 de 2015 da Revista Bahia Análise & Dados, que traz como tema “Metrópoles”. Pesquisadores filiados a diferentes ramos científicos e teóricos apresentam reflexões sobre o tema distribuídas em três grandes eixos estruturantes: Reflexões conceituais; Questionamentos sobre as regiões metropolitanas; e Análises sobre metrópoles.

Revista Bahia Análise & Dados teve seu primeiro exemplar publicado em 1991. Com uma média de quatro lançamentos anuais, a publicação aborda temas atuais, de forma contextualizada, retratando a realidade do estado. Através de artigos e entrevistas, elaborados por colaboradores externos e especialistas da SEI, a revista proporciona uma reflexão sobre questões de interesse da sociedade.

Metrópoles – Apresentação

Cresce o interesse pela temática urbano-metropolitana à medida que avança o processo de urbanização no mundo. Pesquisadores de diversas áreas do conhecimento dedicam-se ao estudo da estrutura e da dinâmica das cidades, em um esforço para entendê-las tendo em vista sua relação com a vida contemporânea, em veloz e constante transformação. Tal atividade implica o desafio de confrontar noções tradicionais com novas leituras da realidade, pois lidar com as transformações sociais, econômicas, ambientais e espaciais passa por uma profunda reflexão, pautada na vida concreta, sobre conceitos, teorias, métodos e cartografias, com o objetivo de construir um novo mapa cognitivo do processo de urbanização.

As metrópoles são locais de maior concentração populacional e abrigam os centros do poder político e econômico. Nelas, os fenômenos e processos da sociedade se expressam com maior celeridade e vigor, constituindo-se, portanto, em objeto privilegiado para desenvolver tais análises, seja qual for a escala em apreciação.

Nos planos nacional e internacional, as metrópoles expressam mudanças nos seus papéis, decorrentes da globalização, da financeirização da economia e do modelo de Estado em questão. Nos âmbitos regional e intraurbano, em ritmos diferenciados e conforme as especificidades da formação socioespacial, evidenciam-se, igualmente, reflexos de tais dinâmicas na redefinição de formas e conteúdos das metrópoles.

Particularmente no Brasil, os movimentos do capitalismo vêm influenciando os modelos de gestão e políticas públicas que, via de regra, resultam na homogeneização do espaço e na reprodução das relações sociais. Ainda assim, antigas dinâmicas relativas à precariedade das condições de vida permanecem como desafios aos governantes e, sobretudo, deixam marcas no cotidiano de seus habitantes.

Ciente da importância dessa problemática, a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) apresenta esta edição da Bahia Análise & Dados intitulada Metrópoles. Pesquisadores filiados a diferentes ramos científicos e teóricos apresentam reflexões sobre o tema distribuídas em três grandes eixos estruturantes. No primeiro deles, Reflexões conceituais, incluem-se discussões de conceitos à luz dos processos contemporâneos. O segundo, Questionamentos sobre as regiões metropolitanas, trata dos processos e características de diferentes metrópoles, bem como dos critérios adotados para oficializar regiões metropolitanas no país. Por fim, o eixo Análises sobre metrópoles reúne reflexões específicas a respeito de algumas metrópoles e suas regiões.

A Revista Bahia Análise & Dados edição nº 2 de 2015 traz entre os destaques o artigo “Brasília, Anápolis e Goiânia: um arranjo urbano-regional”, de Rosa Moura e Marcos Bittar Haddad.

Acesse no link a seguir o conteúdo integral da Revista Bahia Análise & Dados – Metrópoles.

Última modificação em 25-11-2015 17:17:12

 

Tags: , ,