No dia 15 de setembro (terça), ocorrerá o Seminário “Desigualdades duráveis na perspectiva de Charles Tilly”, promovido pelo grupo de pesquisa do Observatório das Metrópoles “Estrutura Social das Metrópoles Brasileiras”, coordenado por Marcelo Gomes Ribeiro.

O evento buscar discutir as ideia de Charles Tilly, expostas em seu livro “Durable Inequalities” em que o autor apresenta sua perspectiva sobre os mecanismos e formas através das quais as desigualdades se tornam duráveis nas sociedades. Os conceitos elaborados por Tilly, que são aplicados em diversos exemplos em seu livro, têm auxiliado nas discussões acerca da manutenção das desigualdades, feitas por diversos autores. O objetivo deste seminário é estabelecer um diálogo entre os conceitos de Tilly e os diferentes aspectos das desigualdades duráveis na sociedade brasileira.


O seminário será composto por duas mesas. A Mesa 1, intitulada “Produção e reprodução das desigualdades“, será realizada às 10:00 e contará com duas exposições:

  • “A construção das desigualdades duráveis”, com Carolina Zuccarelli, professora do Departamento de Sociologia e Metodologia das Ciências Sociais da Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenadora do Grupo de estudos sobre desigualdades estruturantes (DesEstrutura) e integrante do Programa de Pós-graduação em Sociologia (PPGS/UFF);
  • “As desigualdades duráveis no ensino superior”, com Maria Ligia Barbosa, professora do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ) e coordenadora do LAPES (Laboratório de Pesquisa em Ensino Superior);
  • Mediação: Marcelo Gomes Ribeiro, professor do IPPUR/UFRJ e pesquisador do Observatório das Metrópoles.

Já a Mesa 2, intitulada “Desigualdades duráveis e democracia“, será realizada às 14:00 e contará com as seguintes exposições:

  • “As concepções de Charles Tilly no debate sobre liberdade e democracia”, com Maria Aparecida Abreu, professora do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR/UFRJ) e coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Gênero, Espaço e Políticas Públicas (NUGEPP);
  • “Desigualdades duráveis e sua superação nas questões urbanas no Rio de Janeiro”, com Erick Omena, pesquisador do Observatório das Metrópoles;
  • Mediação: Thêmis Amorim Aragão, pesquisadora do Observatório das Metrópoles.

As inscrições podem ser feitas através do Formulário do Google. Os inscritos terão acesso aos textos que darão suporte às discussões.