Criatividade e Governança na Cidade Contemporânea

Cada vez mais presente no debate acadêmico, a noção de cidade criativa tem se disseminado também nas esferas de atuação pública que tratam do planejamento urbano. O tema foi discutido na última segunda-feira em palestra organizada pelo Observatório e é objeto de discussão do artigo Das Cidades Criativas à Criatividade Urbana: Criatividade e Governança na Cidade Contemporânea, escrito pelos professores João Seixas (Instituto de Ciências Sociais/UL) e Pedro Costa (Dinâmia-CET/ISCTE-IUL).

Na palestra proferida por João Seixas, foram abordados temas como criatividade, governança urbana e cidades criativas. Durante três horas, Seixas falou sobre as formas e fluxos de governança (sociopolítica e cultural) associados a dinâmicas criativas (e cumulativas) nas cidades. Apresentou o projeto Creatcity, que estudou três territórios metropolitanos: Lisboa, São Paulo e Barcelona. O projeto tem suas bases na discussão sobre a própria criatividade urbana, procurando identificar formas e fluxos de governança que permitam a potenciação de estratégias de coesão e de desenvolvimento urbano assentes na criatividade, e vice-versa.

Também objeto do artigo Das Cidades Criativas à Criatividade Urbana: Criatividade e Governança na Cidade Contemporânea, de João Seixas e Pedro Costa, o projeto Creatcity é apresentado, assim como os conceitos que o norteiam: vitalidade, competitividade e criatividade na Cidade. O texto também sinaliza para as diferentes perspectivas face à cidade e à sua emancipação.

Clique aqui e leia o artigo, originalmente publicado no site do encontro “Próximo Futuro” da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.
 

Tags: , , ,