Rio 2016: um legado de violações

Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas divulga uma série de quatro programas de “vídeo reportagem” que mostra a situação vivida por atletas e pela sociedade carioca na cidade olímpica. A história do Estádio de Remo, na Lagoa Rodrigo de Freitas; a luta dos atletas pelo Complexo do Maracanã; o movimento Ocupa Marina – pela Marina da Glória; e a construção de um campo de golfe na área de proteção ambiental de Marapendi.

EPISÓDIO 1 – ESTÁDIO DE REMO

No primeiro programa, a história do Estádio de Remo, localizado na Lagoa Rodrigo de Freitas, que será palco de disputas esportivas durante as Olimpíadas de 2016. Atletas e demais usuários denunciam os diversos problemas do espaço, que está privatizado e hoje funciona como um shopping, e não como um centro esportivo. O próximo vídeo será lançado na próxima semana.

EPISÓDIO 2 – COMPLEXO DO MARACANÃ

O segundo vídeo da série “Rio 2016: Um Legado de Violações” fala sobre a luta de atletas e usuários do Complexo do Maracanã para terem garantidos seus espaços de treino e lazer. Com a privatização do estádio de futebol para a Odebrecht, os demais equipamentos esportivos do complexo foram completamente destruídos.

A única pista de atletismo pública da “Cidade Olímpica”, o Estádio de Atletismo Célio de Barros, está fechada, com seu espaço sendo usado como estacionamento. O Parque Aquático Júlio Delamare, que além de ser local de formação e treinamento de atletas, atendia idosos e crianças que precisavam de tratamentos, também está de portas cerradas, sem previsão de reabertura.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o esporte certamente não é prioridade.

EPISÓDIO 3 – MARINA DA GLÓRIA

A poluição não é o único problema para a realização dos esportes olímpicos na Baía de Guanabara. O terceiro vídeo da série “Rio 2016: Um Legado de Violações” fala sobre a Marina da Glória, lugar turístico localizado no Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro. O espaço foi privatizado e, com isso, o uso público é cada vez mais restringido, seja para o lazer ou para a prática de esportes náuticos.

Veja no vídeo a denúncia de atletas, barqueiros e demais usuários do espaço que estão organizados no movimento “Ocupa Marina”.

EPISÓDIO 4 – CAMPO DE GOLFE

No último filme da série “Rio 2016: um legado de violações” contamos a história do campo de golpe que está sendo construído na zona oeste do Rio de Janeiro. Mesmo já possuindo na cidade espaços capazes de receber competições olímpicas de golfe, a Prefeitura do Rio de Janeiro deu sinal verde para a construção de um campo que abrigará as competições de golfe dentro de uma Área de Proteção Ambiental, a APA Marapendi.

Confira também o Dossiê das Violações do Direito ao Esporte e à Cidade, disponível aqui: http://bit.ly/1L4uY2r

Última modificação em 27-10-2015 13:58:12

 

Tags: , , ,