O ITDP Brasil disponibilizou uma série de vídeos sobre o PNT (People Near Transit, em inglês), indicador que avalia o percentual de pessoas que vivem próximas da rede de transporte de média e alta capacidade. Nos tutoriais, é possível aprender sobre a forma de cálculo do PNT a partir de dados atualizados anualmente pelo ITDP e de códigos em R disponíveis no GitHub.

Desde de 2015, o ITDP calcula a cobertura do sistema de transportes por meio do indicador PNT em nove capitais e regiões metropolitanas brasileiras. Em 2020, houve alterações metodológicas no indicador, de modo a considerar a distância real necessária para chegar até uma estação (o método anterior considerava o raio de 1 km). A nova metodologia calcula a distância real de deslocamento a partir das vias existentes, utilizando os dados disponíveis na plataforma aberta do OpenStreetMaps.

Avaliar como as pessoas acessam os sistemas de transporte de média e alta capacidade é uma tarefa complexa que exige analisar diversas dimensões, como a localização das estações e a distribuição da moradia no entorno, além da oferta de oportunidades de emprego, saúde e educação. Também é necessário conferir a qualidade e o custo do serviço de transporte público, das calçadas, além da segurança para que pedestres, ciclistas e pessoas com mobilidade reduzida acessem as estações (ITDP Brasil).

Na MobiliDADOS, plataforma que reúne indicadores e dados abertos para a elaboração e monitoramento de políticas públicas de mobilidade urbana, o ITDP monitora esse indicador para 9 regiões metropolitanas do país: Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e a RIDE do Distrito Federal. Na plataforma também consta a série histórica do PNT atualizada com o novo método de cálculo, incluindo recortes da população por renda, raça e gênero.

Conforme os resultados obtidos através do indicador, somente 9% da população com renda mensal abaixo de um salário mínimo mora próximo das estações de transporte média e alta capacidade, enquanto 29% das pessoas com renda acima de três salários mínimos estão a até um quilômetro da infraestrutura de transporte mais qualificada das cidades.

Mapas produzidos pelo ITDP Brasil (Reprodução).

Saiba mais sobre os resultados do PNT: mobilidados.org.br

Confira o tutorial sobre o PNT: itdpbrasil.org/tutorial-saiba-como-calcular-o-pnt