Constelações do Urbano: direito à cidade, cidadania metropolitana, movimentos urbanos e conflitos

O projeto Constelações do Urbano: direito à cidade, cidadania metropolitana, movimentos urbanos e conflitos¹ (Urban struggles for the right to the city and urban commons in Brazil and Europe) constitui uma cooperação bilateral entre professores e pesquisadores da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil) e o Institute for Housing and Urban Research da Uppsala University (Suécia).

A equipe brasileira é coordenada por Rita de Cássia Lucena Velloso, professora da Escola de Arquitetura da UFMG e pesquisadora do Observatório das Metrópoles Núcleo Belo Horizonte. A equipe sueca, por sua vez, é coordenada pelo prof. Miguel A. Martínez. Dentre os membros da equipe brasileira, três docentes (Jupira Mendonça, Junia Ferrari e Rita Velloso) são vinculados ao Observatório das Metrópoles; das quatro bolsas de doutorado sanduíche previstas, três serão destinadas a estudantes de doutorado também vinculados ao OM (Laís Oliveira, Marina Sanders, Marcus da Cruz).

Escola de Arquitetura UFMG.

Os participantes de ambas as instituições têm em comum pesquisas sobre movimentos urbanos de contestação, resistências e conflitos nos espaços metropolitanos, por meio de práticas espaciais insurgentes. Ainda que os contextos urbanos europeu e latino-americano apresentem, quanto às lutas urbanas e agendas de reivindicação no interior da política urbana, trajetórias distintas de formação e consolidação, pontos de convergência podem ser encontrados entre as estratégias de contestação e organização coletiva. O projeto procura reunir diferentes estudos de caso em ambos os contextos, o que permitirá́ uma comparação sistemática das características, estruturas, práxis e resultados dos movimentos, a fim de promover uma abordagem transnacional para o estudo dos movimentos urbanos.

A cooperação proposta tem potencial para inovação e avanço no conhecimento teórico e prático e no partilhamento de dados e metodologias, em especial nos do direito à cidade, comuns urbanos e movimentos sociais urbanos. A abordagem comparativa transnacional e intercontinental proposta não tem sido amplamente abordada em trabalhos acadêmicos, o que reforça o caráter inovador do projeto, que pretende avançar para além da divisão Norte/Sul Global, com foco na Europa e na América Latina.

¹ O projeto, com duração de 2019-2020 (extensível a 2021), foi aprovado no âmbito do Edital CAPES Nº 28/2018

 

Tags: , , , , ,