“Mapas de Percepção de Riscos”: insegurança e violência no trabalho de fornecimento de energia

No último dia 30, ocorreu o lançamento do livro “Mapas de Percepção de Riscos: metodologia multimétodo para análise de territorialidades afetadas pelo domínio armado“, de autoria das antropólogas Ana Paula Mendes de Miranda, Jacqueline Muniz e Roberta Corrêa – ambas pesquisadoras do Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos (InEAC) da Universidade Federal Fluminense.

O livro apresenta o desenvolvimento de metodologia para identificar as situações sociais relacionadas à insegurança e a violência que dificultam o trabalho regular de fornecimento de energia, considerando a variável socioeconômica ‘violência’ nos municípios de São Gonçalo e Duque de Caxias (RJ).

A pesquisa (inédita no país) foi realizada entre fevereiro de 2016 e dezembro de 2017 e reuniu 48 pesquisadores – entre doutores, mestres e graduandos das mais diversas áreas do conhecimento e ouviu 969 trabalhadores, distribuídos da seguinte forme: 661 em São Gonçalo e 358 em Duque de Caxias.

O levantamento mostrou que 90% dos funcionários das empresas de energia já foram vítimas de algum tipo de violência – estes funcionários são em sua maioria terceirizados.

Para mais informações, acesse o site do Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos (InEAC).

 

Tags: , , ,