O artigo “Planejamento Governamental Participativo: estudo do processo de elaboração de Planos Plurianuais do estado do Rio Grande do Norte” apresenta uma análise do processo de elaboração dos Planos Plurianuais do estado do Rio Grande do Norte para os períodos de 2016-2019 e 2020-2023, compreendendo avanços e desafios postos ao gestor público para o planejamento participativo, bem como observando se novas práticas foram instituídas a partir das experiências de planejamento.

Escrito por Lindijane Almeida, Raquel Silveira, Brunno Costa e Larissa Martins, todos pesquisadores(as) do Observatório das Metrópoles Núcleo Natal, o texto foi publicado na nova edição da Revista Inter-Legere (v. 4, n. 31).

Dentre os resultados, os pesquisadores apontam como desafios a ausência de conhecimento prévio dos servidores em relação a conceitos e elementos relacionados ao planejamento; a falta de credibilidade em processos participativos e em relação ao próprio PPA; dificuldades no monitoramento das ações, além da tímida participação social.

Confira o resumo:

A presente pesquisa tem como objetivo estudar o processo de elaboração dos Planos Plurianuais (PPAs) do estado do Rio Grande do Norte para os períodos de 2016-2019 e 2020-2023, compreendendo avanços e desafios postos ao gestor público para o planejamento participativo, bem como observando se novas práticas foram instituídas a partir das experiências de planejamento. Ainda, investigou-se se, na visão dos gestores, o processo de planejamento participativo possibilitou a aproximação entre o gestor estadual e o cidadão potiguar. Foi realizada pesquisa documental a partir da leitura e análise dos PPAs publicados, além de entrevistas semiestruturadas com gestores estaduais e observação direta. Os resultados indicaram como desafios a ausência de conhecimento prévio dos servidores em relação a conceitos e elementos relacionados ao planejamento; a falta de credibilidade em processos participativos e em relação ao próprio PPA; dificuldades no monitoramento das ações, além da tímida participação social.

Acesse o artigo completo, CLIQUE AQUI.