Plataforma online propõe nova abordagem de leitura do território

Elaborada pelo grupo de pesquisa PRAXIS da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (EA/UFMG), a plataforma online Leitura do Lugar¹ propõe uma nova abordagem teórico-metodológica de leitura do território, buscando instigar e identificar possíveis diretrizes para repensar as práticas nos processos do planejamento urbano.

Imagem da página inicial da plataforma.

Diante da disparidade entre as forças que atuam na elaboração de políticas públicas, a iniciativa busca deslocar a lógica do diagnóstico, construída por especialistas (Estado, entidades, universidades, etc.), para o ponto de vista daqueles que moram e ocupam o território. Segundo Denise Morado, coordenadora do PRAXIS:

Constitui-se como proposta de desencriptação da cidade por meio da inserção de outro jogo de linguagem na arena política. É preciso evidenciar que nossa proposta não objetiva retratar o território, mas demonstrar a complexidade das dinâmicas urbanas, comumente encriptadas“.

Para construir outro jogo de linguagem, o grupo de pesquisa elaborou 13 linhas de análise a partir das narrativas de moradores – o primeiro território a compor a plataforma foi a Vila Mariquinhas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A partir de entrevistas semi-estruturadas com moradores da Vila Mariquinhas, guiadas pelas linhas de análise, foi desenvolvida a plataforma online que possibilita:

  • O gerenciamento das fontes de informação e aplicação de mecanismos de busca, a partir dos lugares e da proposta teórico-metodológica das linhas de análise; e
  • Organização das informações qualificadas e representação da leitura do território, amparada em narrativas, fotografias, mapas e montagens, integralmente coletadas em visitas no campo.

Segundo o grupo de pesquisa, mesmo aplicando a abordagem em apenas um caso, o resultado do trabalho se potencializa ao possibilitar desdobramentos e a construção gradual das leituras de diversos territórios.

Confira a plataforma: CLIQUE AQUI.

——————————————————–

¹ O trabalho apresenta argumentos e resultados frutos das pesquisas realizadas por:

  • Profa. Dra. Denise Morado Nascimento: (i) “O sistema de exclusão na cidade neoliberal brasileira” (Pós-Doutorado, Instituto Geociências – IGC/UFMG, e Programa Residente do Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares – IEAT/UFMG)
  • PRAXIS-EA/UFMG: (ii) “Ocupações, remoções, despejos e resistências: intervenções territoriais na produção das metrópoles”; (iii) “Territórios populares: reestruturação territorial, desigualdades e resistências nas metrópoles brasileiras”
  • Carolina Almeida: (iv) Trabalho de Conclusão de Curso EA/UFMG – [Re]Pensar o jogo de linguagem no território;
  • Pesquisadores PRAXIS-EA/UFMG: Denise Morado, Daniel M. de Freitas, Mauricio Lage, Renata Sala, Marina Lima, Carolina Almeida, Gabriel Nascimento e Marcos Dias.
  • Oficina Leitura do Lugar: Barbara C. B. Ferreira, Bruna L. Bueno, Clarice F. Fialho, Danieli C. Wollmann, Isabela M. R. Lara, Lilian J. R. Cunha, Leo Scharfmann, Raul de O. Silva, Stefane E. S. de Carvalho, Thais G. de M. Camargos e Vinicius P. Pereira
  • Estudantes EEMC Geografia 2o ano Ensino Médio, Profa. Daniela Silva.
  • Colaboradores: Daniel Braga, Eduarda Assis, Philipp Weimann, Wallace Iglessias e Thaís Nassif
 

Tags: , , , ,