Urban Futures: Europa, China e o Mundo em 2050

By 08/10/2014janeiro 26th, 2018Eventos

 Urban Futures: Europa, China e o Mundo em 2050

Tendo por base o projeto UrbaChina, parcialmente financiado pela Comissão Europeia, o Congresso Internacional “Urban Futures-Squaring Circles: Europe, China and the World in 2050” será realizado, nos dias 10 e 11 de outubro, em Lisboa-Portugal. O Observatório das Metrópoles será representado no evento pelo profº Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro que falará sobre o tema “Estado e Cidade: Esperanças e Mudanças”.

O INCT Observatório das Metrópoles vem desenvolvendo várias ações internacionais com o propósito de consolidar uma rede de cooperação mundial tendo como eixo central o debate metropolitano. A participação no Congresso Internacional Urban Futures é mais uma etapa desse trabalho.

 

Urban Futures-Squaring Circles: Europe, China and the World in 2050

Conferência Internacional • 10-11 outubro • Lisboa • Portugal

As cidades desempenham um papel de destaque a nível local, mas também, cada vez mais, a nível global. Questões como as alterações climáticas e a chamada desigualdade para a capacidade de vislumbrar as direções de desenvolvimento alternativo para o seu futuro. Por outro lado, a crescente complexidade dos sistemas urbanos exige novas abordagens de planejamento, que os métodos de planejamento tradicionais, geralmente orientadas a curto prazo e que carecem de uma abordagem integrada, não foram capazes de entregar. Em resposta a essa complexidade e as incertezas e os riscos trazidos pela globalização e do progresso tecnológico, estudos futuros, cenários e estruturas de planejamento estratégico crescente são vistos por alguns como uma alternativa sustentável ao planejamento tradicional e cada vez mais utilizados como bases criativas e colaborativas para a tomada de decisão.

Sob o tema “Urban Futures-Squaring Circles: Europe, China and the World in 2050” esta conferência irá explorar avanços do pensamento de longo prazo para a sustentabilidade, futuros estudos e planejamento estratégico. A Conferência tem por base um projeto em curso (URBACHINA), parcialmente financiado pelo 7 º Programa-Quadro de Investigação e Inovação da Comissão Europeia, o que implica a definição de um espaço de cenário para a urbanização em 2050, bem como o desenvolvimento de cenários alternativos para o Europeu e cidades chinesas.

Este tema abrangente permite uma ampla gama de temas sobre o futuro das cidades e os desafios implícitos na sua visão de futuro eo planejamento. A conferência é organizada em torno de dois temas centrais e quatro tópicos temáticos:

 

Núcleo Temático I. Cenários para Cidades do Futuro

“Conceito Urbano” 2050 • Visões Urbanas Sustentáveis 2050 • Planejamento para cidades e regiões

 

Tema Central II. Pessoas e Sociedades em Future Cities

A vida diária e estilos de vida • vida e a sustentabilidade • Geografia e coloquialidade contra virtualidade • Individual versus Valores e visões de mundo coletivas

Linha temática A: Métodos de visão de futuro

Inovadoras técnicas prospectivas: quantitativa ou qualitativa? • A normativa contra exploratória • Previsão e planejamento estratégico

Linha temática B: Governança em Future Cities

E-governo e ativismo • Participativa governança • Colaboração e responsabilidade • Resolvendo tensões

Linha temática C: Futuro dos Recursos

Escassez e “suficiente” • metabolismo urbano • pegada ecológica urbana • Auto-suficiência

Linha temática D: Futuro dos Sistemas Urbanos

Tecnologias emergentes para sistemas urbanos • ambientes inteligentes • Internet das coisas

 

Leia também:

Implosão/Explosão: rumo a uma Teoria da Urbanização Planetária

 

Publicado em Eventos | Última modificação em 08-10-2014 19:23:07