Estreou no último dia 20, na programação da Rádio UFRJ, o Boletim Semanal do Observatório das Metrópoles. O programa tem cerca de cinco minutos de duração e será veiculado todas as quintas-feiras, às 14 horas, com reapresentação às 19 horas, e pode ser conferido no site www.radio.ufrj.br.

Após a transmissão na rádio, o boletim é disponibilizado nos agregadores de podcast Spreaker, Deezer, Spotify, Google Podcasts e Apple Podcasts. Com produção de Tuanni Borba (gestora de Comunicação do Observatório), edição de Hector Sousa e apresentação de Diene Ghizzo (jornalista, integrante da equipe de Comunicação do Observatório), o Boletim Semanal foi aprovado em edital na 2ª Chamada Pública para Seleção e Veiculação de Conteúdos na Rádio UFRJ e seguirá na programação radiofônica pelo período de um ano.

A proposta submetida apresenta no formato de áudio um resumo das notícias publicadas na nossa newsletter semanal, enviada, desde 2017, para uma lista com mais de seis mil e-mails cadastrados e atualmente na sua edição número 685. Segundo o parecer da direção do Núcleo de Rádio e TV (NRTV) e do Conselho Curador da Rádio UFRJ, que decidiram pela veiculação do conteúdo, o programa “tem formato simples, boa locução e estrutura técnica adequada. É bem editado e bem gravado”.

Os temas divulgados são relacionados à vida nas cidades, como moradia, mobilidade, planejamento e regulação urbana, meio ambiente, aspectos socioeconômicos do espaço urbano e governança metropolitana. “É uma alegria fazer parte da programação, reforçando a excelência do conteúdo do boletim e mais ainda por saber que as notícias da rede e seus parceiros seguem sendo difundidas para a comunidade acadêmica e agora para a população que sintoniza a Rádio UFRJ”, ressaltou Diene.

Após a notícia da aprovação do Boletim Semanal, a Rádio UFRJ realizou uma série de videoconferências para apresentar o projeto e qualificar as propostas do ponto de vista técnico. Foram disponibilizadas à equipe do Observatório dicas em relação à locução, à redação e à linguagem usada nos programas; oficina de captação de áudio, incluindo informações sobre sistemas de gravação e equipamentos, além de oficina de edição.

Boletim em áudio iniciou em 2019

A ideia de traduzir o conteúdo escrito para o formato em áudio surgiu em 2019, a exemplo de grandes jornais que disponibilizam um resumo das suas notícias em podcasts. A partir da edição nº 587, começamos a distribuir o Boletim em Áudio para a rede do Observatório das Metrópoles através do Whatsapp e, mais recentemente, do Telegram – desde a sua criação, já foram contabilizados quase 2 mil acessos nesses canais.