A dissertação “Transformações urbanas no século XXI : trajetórias e produção institucional das políticas de waterfront regeneration no Brasil“, de Mariana Motta Vivian (pesquisadora do Núcleo Porto Alegre), discute as políticas de intervenção em frentes de água no Brasil, através da análise dos processos de produção dos projetos “Porto Maravilha”, no Rio de Janeiro (RJ), “Viva Cais Mauá”, em Porto Alegre (RS), e “Porto Novo” e “Novo Recife”, em Recife (PE).

Para compreender como tais políticas são viabilizadas no Brasil, a pesquisa empírica envolveu a coleta e produção de fontes de dados diversas, incluindo o levantamento documental de materiais relativos à formalização das propostas e a realização de dezenas de entrevistas com os principais atores partícipes em tais processos. Já a discussão teórica buscou reconstruir as principais abordagens voltadas à análise dos fenômenos do político e do urbano, levando à elaboração de um modelo de análise fundado na perspectiva neoinstitucionalista.

O modelo distingue como dimensões analíticas os atores partícipes, os procedimentos adotados, os recursos empregados, os arranjos formados, e o contexto sócio-histórico incidente em cada processo de intervenção urbana estudado. Desta forma, a pesquisa contribui para os estudos de análise de políticas urbanas através da proposição de um modelo analítico apto à operacionalização de investigações empíricas relacionadas ao tema.

Nas conclusões o trabalho apresenta uma chave de leitura acerca de como políticas de inspiração internacional voltadas à transformação de espaços urbanos de alto valor vêm sendo conduzidas no Brasil.

Defendida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a dissertação foi orientada por Luciano Joel Fedozzi, pesquisador do Observatório das Metrópoles Núcleo Porto Alegre.

Confira a apresentação dos principais pontos do trabalho:

Projeto Porto Maravilha, no Rio de Janeiro (esquerda). Projeto Novo Recife, no Recife (direita).

A que pergunta a sua pesquisa responde?

A pesquisa responde a pergunta acerca de como são produzidos os processos institucionais que buscam viabilizar a implementação de políticas de waterfront regeneration no Brasil.

Por que isso é relevante?

O tema da pesquisa aborda transformações de impacto em espaços de alto valor urbano, motivo pelo qual mostra-se relevante. Além disso, o objeto explorado no trabalho ganha importância em um contexto em que investigações acerca de como são produzidas as políticas direcionadas ao urbano no Brasil ainda são pouco examinadas academicamente.

Projeto Cais Mauá, em Porto Alegre.

Qual o resumo da pesquisa?

Trata-se de um estudo de casos múltiplos que utiliza como casos exemplares os processos de produção dos projetos “Porto Maravilha”, no Rio de Janeiro (RJ), “Viva Cais Mauá”, em Porto Alegre (RS), e “Porto Novo” e “Novo Recife”, em Recife (PE).

Quais foram as conclusões?

Em suas conclusões, o trabalho apresenta uma interpretação dos processos políticos estudados a partir do modelo analítico proposto. Tais resultados são apresentados detalhadamente na seção final do trabalho, onde são propostos enquadramentos para cada um dos casos exemplares analisados e uma tentativa de síntese é exibida.

Quem deveria conhecer seus resultados?

Os resultados podem contribuir para discussões relativas à realidade urbana contemporânea no Brasil, e, portanto, direciona-se a todos aqueles interessados no tema, incluindo o público acadêmico, gestores públicos, movimentos sociais, organizações e sociedade civil em geral.

Confira o trabalho completo, CLIQUE AQUI.